Circulação sanguínea e yoga

13 May 20

Yoga é um recurso incrível para aumentar o fluxo sanguíneo e melhorar a circulação. Nos meus mais de 30 anos de experiência com o Yoga e pessoas que sofrem com dores diversas, ficou claro que o Yoga é uma ferramenta terapêutica espetacular, que pode ajudar a aumentar o fluxo sanguíneo e a qualidade de vida. 

Pessoalmente, eu já vi muitos de meus alunos entrarem em suas aulas com dores e mancando, utilizando uma bengala, e saírem da prática caminhando normalmente, esquecendo a bengala na porta. Pela minha experiência, posso creditar este tipo de resultado aos benefícios circulatórios da prática do Yoga. Às vezes, uma pessoa que sente dor causada por artrite ou antigas lesões precisa de sangue recém oxigenado correndo por suas veias e articulações, obtendo o alívio necessário onde ela mais precisa.

Muitos estudos recentes demonstram que o Yoga e seus efeitos positivos no fluxo sanguíneo levam à diminuição da dor, aumentam a mobilidade e melhoram a qualidade de vida. 

Catherine Woodyard publicou recentemente um estudo chamado “Exploring the therapeutic benefits of yoga and its ability to increase the quality of life”. Nele, Catherine comprova cientificamente tudo que eu presenciei acontecer com meus alunos nos últimos 30 anos. Ela explica que o Yoga aumenta o fluxo sanguíneo em asanas (as posições) e os níveis de hemoglobina e glóbulos vermelhos, o que leva mais oxigênio às células do corpo, inevitavelmente aumentando a função e eficácia das células. Ela também afirma que o Yoga afina o sangue, o que leva a um risco menor de ataque cardíaco e derrame (normalmente causados por coágulos sanguíneos). 

Posições específicas também têm efeitos específicos. Para aqueles de vocês que já se sentiram enjoados durante a execução de uma posição com rotação ou torção, aqui está o motivo: rotações e torções em algumas posições arrancam o sangue venoso dos órgãos internos, fazendo uma desintoxicação ao facilitar que o sangue fresco entre nesses mesmos órgãos.

Outras poses específicas, como inversão ou pernas para cima da parede, têm respostas semelhantes à torção em outras partes do corpo. A posição das pernas para cima da parede incentiva o fluxo sanguíneo venoso das pernas, pelve e região lombar até o coração e os pulmões (onde o sangue recém oxigenado se origina). 

A prática regular de Yoga apresenta alguns benefícios específicos para o fluxo sanguíneo de maneira geral. Muitos estudos comprovam que o Yoga aumenta a resistência, diminui a frequência cardíaca em repouso e melhora o funcionamento cardiovascular. 

Os efeitos gerais desses impactos positivos no fluxo sanguíneo são absolutamente fantásticos, e estão perfeitamente alinhados com o que eu tenho visto com meus alunos dentro de sala de aula ao longo dos anos. Diversas pesquisas mostram que as posições do Yoga ajudam a reduzir a dor em pessoas com artrite, dores nas costas e outros problemas crônicos. 

Além de reduzir a dor, também foi comprovado que o Yoga tem efeitos positivos sobre transtornos de humor e na redução de estresse. A prática regular de Yoga também demonstra ajudar a melhorar a eficiência cardiovascular e o controle homeostático do corpo, o que pode resultar em um melhor equilíbrio autonômico e função respiratória, e maior bem-estar geral. 

No geral, esses estudos funcionam como justificativa científica sobre porquê praticar Yoga. Mas, além da criação de resultados positivos e tangíveis na saúde, no fluxo sanguíneo, no humor e na qualidade de vida, a Yoga simplesmente traz uma sensação de bem-estar.